QUEM FAZ


Eu sou a Janaína e decidi criar a Chauá em agosto de 2016. 

Mas essa história começa antes, na casa de minha vó Terezinha, que se dedicou com esmero ao ofício da costura por longos anos de sua vida. Observando e convivendo, aprendi que vestir é acolher e que isso pode ser feito de maneira simples, humana e genuína.

Acredito que a roupa deve se adaptar e fazer parte de nosso cotidiano. Por isso crio peças simples e interessantes que possam ser usadas muitas vezes e de diferentes formas.

Ao decidir fazer roupas artesanalmente, descobri o universo do consumo consciente e passei a entender mais a fundo os consideráveis impactos ambientais e sociais da indústria da moda no mundo. Essa tomada de consciência tem me guiado nas pequenas decisões diárias com a intenção de gerar o mínimo de impacto possível na minha produção.

As peças são concebidas no ateliê que fica junto à minha casa, em Curitiba. Sento para costurar de frente a uma janela que dá para o quintal, com vista para o pé de limão e de onde também observo os passarinhos.  A Chauá é um negócio de uma mulher só. Eu crio, corto, costuro e envio todos os pedidos pessoalmente, além de cuidar de outros processos.

Depois do ateliê, a cozinha e o quintal são meus locais de criação preferidos!